Musas e Inspirações

terça-feira, agosto 03, 2010 / Postado por And_Rodrigues /

A intenção hoje era colocar a primeira parte de uma história, mas ainda não esta do jeito que eu quero, ou de um jeito que me agrade, então optei por fazer um tipo de continuação para o post da semana passada, espero que gostem.






Perguntaram-me sobre minha musa
respondi que o misterio sobre sua identidade,
Produzia a curiosidade, a magia do saber quem é ?
A verdade é que
Num primeiro momento,
quando tu se envolve com alguém,
se apaixona logo o mais duro coração
Torna-se poeta, e se deixa levar pelo momento
ponto para a inspiração
que embreaga os sentidos,
Que lhe permite sonhar,
que te faz viajar, além do que sua razão
normalmente lhe permitiria
Logo o conquistar te faz ceder
somente para agradar a quem te inspira
Mas como esquecer o apice da inspiração
A dor provocada pelo fim
pelo não realizar dos seus desejos juntos
agora de uma hora para outra separados
Ah doce amarga inspiração
que tira tão belas palavras
de um lugar que só ve dor
e o desejo de se ter novamente
faz-se descobrir,
debaixo do nunca mais amar
a esperança que jamais veria
no topor da felicidade, ou no negligencia
do que ja forá conquistado
Porém, agora, diante de uma falsa solidão
se prende a quem no momento certo
deveria ter se dedicado.



^AR^

2 comentários:

Comment by Vanessa on 3 de agosto de 2010 19:10

que triste, mas muito lindo!!

lindo de triste!!

vc sabe que eu sou suspeita hem comentar, pois eu gosto de todos os seus poemas!!!

parabéns moço!

Comment by And_Rodrigues on 9 de agosto de 2010 22:50

Brigado Guria,
mesmo achando o poema triste, pelo menos tu gostou neh, isso é bem importante, pelo menos pra mim!

Beijo.

Postar um comentário